Pastor também se enfraquece.



Irmãos, irmãs e amigos, graça e paz vos sejam multiplicadas. O pastor é uma figura entregue a toda sorte de interpretação e sujeita a todo comentário que apeteça o apetite voraz de quem gosta de tentar denegrir a imagem de quem vive, trabalha, e se porta com decência e dignidade. É verdade que, especialmente hoje, receber o título de pastor, é a coisa mais fácil do mundo. Basta ter um dinheirinho, consegue ser chamado de pastor para satisfação do egoísmo e a vaidade pessoal de muita gente que de pastor não tem nada, Tudo o que satisfaz a esta gente é o título, e basta. Mas não falo desta classe detestável e desprezível no reino de Deus, falo de alguém chamado pela vontade soberana de Deus, que tendo o título ou não, está inteiramente entregue e disponível para servir ao Rei e ao reino. Não falo aqui dos que penduram uma gravata no pescoço e colocam um paletó nas costas e recebem o elogio enganoso que um título sem valor lhe confere a satisfação do seu ego. Falo daquele que é pastor por vocação, por zelo, por exercer o sacerdócio do prazer de servir e conduzir o rebanho de Deus. Falo dos que se afadigam no exercício de ministrar a verdadeira palavra do Senhor, dos que sofrem com o rebanho, dos que vivem afastados do egoísmo que o título tenta impor sobre os verdadeiros homens de Deus, falo de legitimidade, humildade, compromisso, zelo, dedicação e disposição para servir a obra. Mas o pastor as vezes é confundido também com um rei, um herói, intocável, que nunca perde, que deve receber só elogios, que nunca deve ser contrariado, e o pior é que para desgraça de muitos,eles acreditam em tudo isso. Minha gente, pastor é um homem vocacionado por Deus, que difere dos demais somente quanto a vocação, e mesmo assim, está sujeito a fraquezas, a enganos, a equívocos, a tropeços a dificuldades inerentes à sua humanidade. O pastor também enfraquece. O apóstolo Paulo, o expoente máximo da doutrina cristã, reconhece com facilidade esta situação quando termina de comentar as mais diversas situações por ele enumeradas como: “São ministros de Cristo? (falo como fora de mim) eu ainda mais: em trabalhos, muito mais; em açoites, mais do que eles; em prisões, muito mais; em perigo de morte, muitas vezes. Recebi dos judeus cinco quarentenas de açoites menos um. Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo;Em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos irmãos;Em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejum muitas vezes, em frio e nudez.Além das coisas exteriores, me oprime cada dia o cuidado de todas as igrejas II Corítios 11:23-28”Em seguida afirma: “Quem enfraquece, que eu também não enfraqueça? Quem se escandaliza, que eu me não abrase? II Coríntios 11:29” Mesmo fazendo um grande trabalho para glória de Deus, o pastor está sujeito a fraquezas, e deve esta condição reconhecer. Irmãos, irmãs e amigos, graça e paz vos sejam multiplicadas.


Pastor Josué Medeiros em Apodi.

Em uma visita rápida e inesperada, o Pastor Josué Medeiros, conferencista Internacional, esteve conosco no domingo passado dia 27 deste mes de março. O motivo da visita, foi o de preparar uma movimentação evangelística que vai acontecer no dia 16 de maio proximo aqui em Apodi, realizada pelo ministério do pastor Josué, com o apoio da Igreja de Cristo aqui em nossa cidade. No proximo dia 06 de abril, o Pr. Josué estará conosco para uma reunião com um grupo da nossa Igreja de aproximadamente 100 pessoas para esclarecer detalhes e objetivos da movimentação evangelistica no dia 16 de maio. Apesar de rápida e inesperada, a visita foi de muito conforto para a Igreja do Senhor que vive momentos de muito fervor espiritual, certamente, outras visitas acontecerão e muitas bençãos de Deus haverão de ser ministradas sobre a vida da Igreja, e muitos frutos serão colhidos. O nome do Senhor dos exércitos seja engrandecido.
Momento de Inspiração, durante a leitura da palavra de Deus...
O grupo de louvor, Adonai, coordenando os hinos congregacional, e adorando o Senhor da glória...
O grupo de louvor, Peniel, sempre abrilhantando as nossas reuniões com verdadeiros louvores de adoração...
Cantor Gilvaneto, também celebrando ao Senhor...
Irmão Luiz Aldenir Noronha, louvando ao Deus da glória...
Irmão Segundo, como sempre presente nestes momentos, adorando e agradecendo ao Senhor, pelos grandes benefícios para com a sua alma.
Mesmo tendo sido uma visita inesperada e quase ninguém sabia, mas mesmo assim a Catedral estava superlotada. Beção de Deus.

Dia distrital de oração em Apodi

O nosso distrito Vale Serrano, tem uma programação especial elaborada para este trimestre entre as igrejas que fazem o distrito. Mossoró, Apodi, Martins e Serrinha dos Pintos. A primeira programação a ser colocada em efeito é o "Dia distrital de oração" que vai acontecer aqui na Igreja de Cristo em Apodi, neste dia 31 de março a partir das 09:00 hs. com encerramento previsto para as 17:00 hs. A partir das 19:30 hs. haverá o culto de missões com o apoio do distrito. Aqui está a programação para esta programação:

Escala para o dia de oração Distrital

Dia 31 de março de 2011

As 09:00 hs. – Irmã Soledade Martins

As 10:00 hs. Irmã Maria Helena

As 11:00 hs. Ev. João Bosco de Lima

As 12:00 hs. Bispo Antonio Tarcísio Barros

As 13:00 hs. Presb. Edjailson Torres

As 14:00 hs. Pastor Francisco Higino

As 15:00 hs. Presb. Pinheiro Viana

As 16:00 hs. Pr. Wielandio Charles.

As 19:30 hs. Início do culto de Missões com a participação dos obreiros do distrito: Dirigente: Bispo Antonio Tarcísio Barros e a palavra com o pastor Wielândio Charles.



Lançamento do livro "Uma história de luta"

A família Costa, presente durante o lançamento do livro "Uma história de Luta" O lançamento aconteceu na Catedral da esperança da Igreja de Cristo em Apodi.
Foto acima, da esquerda para a direita: Pr. Ivanildo Costa, (irmão) Daniel Max (autor) Bispo Tarcísio Barros e o Pr. David Marroque Teixeira (apresentador do livro). Foto abaixo, de Rebeca, irmã do autor.
Capa do livro"Uma história de luta" do nosso irmão Daniel Max, contando a história de sua família.

Discurso de lançamento.


Irmãos, irmãs, amigos e amigas, dizem que a plenitude de realização de um homem, se dar quando ele planta uma árvore, gera um filho e escreve um livro. Estamos nós aqui compartilhando da alegria pelo primeiro passo dado pelo nosso irmão Daniel Max, alcançando o primeiro degrau da grande escada da plena realização. Valendo-me do conselho do grande líder do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos e do mundo, pastor Martin Luther King, ao nos animar a não recuar quando disse: “Suba o primeiro degrau com fé. Não é necessário que você veja toda a escada. Apenas dê o primeiro passo.” E ainda, “mesmo as noites totalmente sem estrelas, podem anunciar a aurora de uma grande realização”. O livro do Daniel, “Uma história de luta” vem encher de alegria, também o ânimo de todos nós que conhecemos em profundidade a história da matriarca Maria Das dores Costa e da numerosa família para a qual ela soube traçar rumos, apontando o caminho da firmeza, da determinação, da humildade, e das conquistas que vieram a se concretizar ao longo do tempo. Parece até que a nossa matriarca em foco, aprendeu com o grande "Mahatma Ghandi",que se interpreta "A Grande Alma", o idealizador e fundador do moderno Estado Indiano e o maior defensor do princípio da não-agressão, que nos ensinou ao dizer: “A alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido, e não na vitoria propriamente dita” e mais “A força não provém da capacidade física e sim de uma vontade indomável.” E mais uma vez: “A felicidade não está em viver, mas em saber viver. Não vive mais o que mais vive, mas o que melhor vive.” Vale a pena ouvir por repetidas vezes as palavras que marcam os atos heróicos desta valorosa senhora que em sua simplicidade soube construir sob a imposição cruel do sofrimento, um fundamento sólido que serve de sustentáculo para sua família e aos que desta se aproxima. Nela, se cumpre integralmente o ensino que foi repassado às gerações: “A mão que embala o berço, governa o mundo.” Que a nossa humanidade seja enriquecida com a existência de centenas de senhoras abnegadas, de mães devotadas, de esposas cuidadosas, de orientadoras centradas nos seus deveres, e que dos seus direitos exigem muito pouco. O exemplo dado pela nossa irmã Das Dores, nuca nos deixará órfãos, quando estivermos precisando de um rumo certo.

O Daniel chegou em um momento extremamente difícil para a família e que a preocupação era a única certeza de todos.Nos primeiros anos de vida como sempre, cercado dos cuidados e carinho de todos, não compreendia ainda que a vida lhe tinha reservado um início de caminhada bastante sombrio e inseguro. O tempo foi passando, e logo começou a compreender que não somente ele, mas toda família sofria com a ausência do pai, mas por outro lado, entendia que o que lhe faltou pela ausência do pai, lhe deu conforto a presença constante e firme de sua mãe, e o carinho suficiente dos irmãos e irmãs amenizando o sofrimento e proporcionando-lhe segurança ao dar os primeiros passos e tomar as primeiras decisões na vida. Dedicou-se aos estudos, conservou a sua fé, guardou com cuidado redobrado o ensino de sua mãe, conquistou amigos, e entendeu que os obstáculos e desamparos não seriam suficientes para impedir a construção de uma vida vitoriosa, e partiu para o caminho do sacrifício e não da rendição. Lutou, e agora vem de público agradecer a Deus e a todos os que cooperaram para que este momento fosse possível. Resolveu escrever a história da sua família, a sua história e através deste ato, resolveu marcar para sempre as suas lembranças, sofrimentos, lutas e acima de tudo as suas vitórias, para quem o mundo atentará a partir de agora. Nisto temos que concordar com as palavras de Abraão Lincoln, ex-presidente dos Estados Unidos e grande estadista da outra América: “O mundo muito pouco atentará, e muito pouco recordará o que aqui dissermos, mas não poderá jamais esquecer o que nós aqui escrevemos e fizermos.” Comemoramos hoje, o primeiro passo, e a partir de hoje estaremos orando, torcendo, e nos colocando à disposição para auxiliá-lo quando e necessário for, pois nesta caminhada não há limites, tantos livros se escrevam, tantas histórias sejam contadas, e a humanidade agradecerá a generosidade daqueles que de forma voluntária e apostólica se propõem a ensinar a um povo carente e receptivo como se deve andar. Meditando nas palavras de Abraão Lincoln quando assegurou: “ O homem aprendeu a andar nos ares como pássaros, nos mares como os peixes, precisa aprender a andar na terra como gente” e é nesta função sacerdotal que os que escrevem formando opiniões e formatando exemplos galgarão lugar de honrados elogios dignos de benfeitores da humanidade. A história de uma luta, não termina aqui, prossegue a partir daqui, não se limita à reunião desta noite, mas nos dar a esperança de muitas outras noites de profunda gratidão e de veneranda emoção que toma conta de todos nós. A história de uma luta, está entre nós, à nossa disposição, ao alcance das nossas mãos e olhos, aproveitemos a sua vinda. Daniel, juntamente com toda família, como aves em revoada, deixaram o lugar de sua morada para trás, e com ela, os amigos, parentes, conhecidos e sonhos, vieram nesta terra de Apodi procurar a sobrevivência e a confirmação de uma luta, e encontraram, e hoje testemunhamos que para os caminheiros, não há caminhos, pois o caminho se faz caminhando. Como testemunha ocular, e que também fui sofredor nesta história, confirmo que para toda grande caminhada temos que dar o primeiro passo, mesmo em meio as incertezas e vicissitudes da vida podemos abrir caminhos para o sucesso mesmo que o solo seja rochoso e aparentemente impróprio para os nossos pés sangrentos e maltratados pela dureza e sequidão do estio. Senhoras e senhores, história de uma luta é bem vindo pela grande família Igreja de Cristo que se sente honrada com tal feito entre nós. Deus te abençoe Daniel, o nome do Deus de Jacó seja o teu auxílio.

Muito obrigado.

O nosso retiro de 2011 - Acompanhe as informações.


O nosso retiro neste ano de 2011, foi um dos melhores nestes ultimos anos. Confira na nossa página as fotos e comentários. Tivemos a oportunidade de sentir bem de perto a presença do nosso Deus. Esperamos que os resultados sejam duradoros e de muitas bençãos para cada participante, para a Igreja, as congregações e a obra de Deus em geral. Vamos aproveitar e usufruir das bençãos ministradas naquele período de muitas bençãos e vitórias. Até o 3º retiro no ano 2012. Deus os abençõe.
No momento da fila para as refeições, paciencia e educação...

Na hora das refeições, muita cautela a gula anda por perto...


No momento da leitura da palavra, muita concentração e meditação...



Na hora da apresentação da coreografia, esforço redobrado...




Nos momentos da ministração, muita dedicação...





Nos momentos do louvor, a concentração e harmonia....






Ou na multidão reunida, o entusiasmo é o mesmo, Deus seja louvado.







As orações - Momentos para falar com Deus

Em pequenos grupos, a oração era uma atividade sempre presente e necessária na realização do nosso retiro.
A multidão orando e buscando a presença do Senhor e ao mesmo tempo esperando a resposta desuas orações.


As coreografias - Uma forma corporal de expressar verdades

O nosso departamento de jovens tem desempenhado importantes tarefas objetivando a propagação do evangelho, alcançando todas as camadas sociais, entre estas atividades temos a coreografia muito usada pelos nossos jovens. Um trabalho muito bem feito e bonito.
Deus abençõe este trabalho que exige dedicação, força de vontade e muita concentração. O Senhor seja louvado.


Ministração da palavra - Os preletores

Pastor David Marroque Teixeira, pastor da Igreja, depois de muitos anos e de muita insistencia, resolveu ministrar no nosso retiro.
Presbítero Ednilson de Freitas, de Natal, pregando a palavra no 29º retiro de jovens neste ano de 2011.

Presbítero Sergio Ricardo, vindo de Natal, para ministrar a palavra de Deus em nosso retiro, e foi uma benção.


Irmã Maria Helena de Melo Teixeira, esposa do pastor David Marroque Teixeira, no momento de uma das suas ministrações.




Cozinha e refeitório - Lugares indispensáveis

O refeitório é tão importante quanto a cozinha, é o lugar que normalmente sentamos para revigorar as forças e recobrar o ânimo.
Comida farta, higienizada e de boa qualidade. privilégio de quem participa dos nossos retiros e das nossas reuniões de um modo geral.

A hora de servir as refeições é preciso entender que este é também um momento muito especial que proporciona condições para se continuar nas outras atividades.


Uma equipe treinada, competente, e pronta para o serviço, é sinal de sucesso na alimentação que será servida. A nossa palavra de gratidão a este equipe a altura das nossas necessidade e ao nível do nosso retiro.




O louvor fa a diferença - Muito louvor neste 29º Retiro

O grupo Peniel da Igreja de Cristo em Apodi, sempre fazendo a diferença em momentos especiais e no dia-a-dia da vida da Igreja e de suas reuniões. Deus abençõe grandemente.
A multidão diante do Senhor adorando e celebrando ao Deus da Eternidade, agradecida pelas inumeras benção celestiais.

Pastor Luiz Carlos, um grande cooperador do Retiro, pastor da Igreja de Cristo em Pau dos Ferros, adorando ao Senhor em um momento especial.


A cantora Kaline, vindo de Natal, esposa do Presbítero Sergio Ricardo, no momento do seu louvor a Deus.



A Irmã Soledade Martins, da Igreja de Cristo em Apodi, participando do louvor e da adoração ao Rei dos reis.

Pastor Francisco Higino da Igreja de Cristo em Mossoró, também participando do louvor e de gratidão ao Senhor.




















Presbítero Francisco Martins, no momento da sua oferta de louvor, durante uma das reuniões.

Transportes - A hora de sair e a hora de chegar.




Foram necessários 03 onibus para transportar o povo, além de outros transportes de menor porte para a condução do que foi necessário chegar para a realização do nosso 29º Retiro de jovens da Igreja de Cristo em Apodi, tem que ser firme para organizar e fazer acontecer.
Olha quanto esforço e quanta luta para fazer acontecer a arrumação no transporte levando colçhões para o local do retiro.






Olha a arrumação - A hora de arrumar tudo e sair, carrega o mesmo pesadelo do trabalho que dar para a tal arrumação.

A oração nossa de cada dia


Muito proveitosa a primeira semana de oração na nossa Catedral da Esperança, depois do compromisso de cada irmão em fazer o máximo possivel para participar das reuniões de oração. Tivemos um grande número de irmãos e irmãs presentes, além do fervor e alegria entre os irmãos. Mas esta reunião pode ser muito maior e muito mais fervorosa, basta você participar. Tivemos muita gente presente, mais ainda falta muito, ainda falta você. Integre-se.

Segunda-feira:

Dirigente: Presb. Edjailson Torres, Pr. David Marroque Teixeira Bispo Antonio Tarcísio BarrosPresb. João Maria Ev. Jailton de Paiva Irmão Raimundo Nonato Rodrigues Diac. EstevinhoIrmão José Francisco Irmão Jessé Irmã Socorro Irmã Carminha Irmã Rosangela Irmã GoretteIrmã Maria Helena Irmão Nilson Viana Presb. Edjailson Torres Irmão Artur Batista Presb. Girnaldo Irmã Maria Pinto

Terça-feira

Dirigente: Presb. Girnaldo, Pr. David Marroque Teixeira Bispo Antonio Tarcísio Barros Irmão Raimundo Nonato Rodrigues Irmão José Francisco Irmão Jessé Irmã Socorro Irmã Rosangela Irmã Edneide Penha Irmã Maria Pinto Diac. Raimundo Francisco Presb. Girnaldo Presb. Francisco Martins Ev. Ivo Martins Irmã Cilas Fernandes, e o irmão Luan

Quarta-feira

Dirigente: Maria Helena, Pr. David Marroque Teixeira Presb. João Maria Presb. Girnaldo Irmão José Francisco Irmão Jessé Irmã Maria Helena Bispo Antonio Tarcísio Irmã Sebastiana Dias Irmão Jessé, Irmã Carminha, Irmã Gorete Gurgel, Irmã Alvaní Fernandes, Irmã Altiva, Irmão Nilson Viana, Irmão Luan, Irmã Rosangela, Diác. Francisco Cortez e o Irmão Raimundo Nonato Rodrigues.

Quinta-feira

Dirigente: Irmão Artur Batista, Pr. David Marroque, Irmã Maria Helena, Irmã Maria Pinto, Irmão Jessé, Irmão José Francisco, Presb. Girnaldo, Diác. Raimundo Francisco, Irmão Raimundo Nonato Rodrigues, Diác. Estevinho, Ev. Ivo Martins, Presb. Edjailson Torres, Irmão Artur, Irmã Socorro, Irmã Soledade Martins, Wigna Costa, Irmão Luan e Irmã Rosangela

Sexta-feira

Dirigente: Bispo Tarcísio, Pr. David Marroque, Bispo Tarcísio, Irmã Maria Helena, Irmão Jessé, Ev. Jailton Paiva, Irmão José Francisco, Diác. Raimundo Francisco, Irmã Gorete Gurgel, Presb. João Maria, Presb. Francisco Martins, Irmão Raimundo Nonato Rodrigues, Presb. Girnaldo, Irmã Edneide Penha, Diác. Tiago Fernandes, Irmã Sebastiana Dias, Irmã Socorro, Irmã Valesca, Irmão Luan, Irmã Rosangela e o Diác. Francisco Cortez.